Escolha uma Página

GERENCIAMENTO DE VULNERABILIDADES

 

Todos sabem que a segurança dos programas e aplicações da web estão sujeitos a problemas. Para evita-los, é necessário que o time de TI vá direto à fonte do problema; geralmente, a falta de critérios de segurança.

O Gerenciamento de Vulnerabilidades permite que a TI identifique possíveis falhas de segurança antes mesmo que um agente malicioso entre em ação. Com isso, é possível tomar as devidas precauções de melhoria no desenvolvimento. Para se fazer um bom planejamento, é preciso considerar o tamanho da empresa, a quantidade e complexidade das aplicações web e os custos. Com isso, não basta apenas adquirir uma ferramenta e deixar nas mãos da equipe de TI, acreditando que isso será o suficiente.

Entenda porque a gestão de vulnerabilidades é essencial
De onde se originam as vulnerabilidades?
As vulnerabilidades têm origem em três aspectos, sendo:

– Falha Humana: Em muitos dos casos, os próprios usuários, seja por presa ou falta de atenção, podem executar algum arquivo malicioso no computador sem que tenha conhecimento disso, e deixando que o sistema fique vulnerável à invasores.

– Erros de Programação: Os erros podem ocorrer, em grande parte dos casos, devido ao tamanho do buffer (região da memória do sistema reservada para a leitura e escrita de dados) não ser verificado.

– Configuração com problemas: As aplicações voltadas à segurança, como o firewall, devem ser configuradas corretamente para evitar possíveis brechas a ataques maliciosos (cibercrimes).

Quais os objetivos da gestão de vulnerabilidades?
– Identificar e corrigir as falhas de software que possam colocar em risco a segurança do sistema, a funcionalidade e o desempenho;
– Prover novas soluções em segurança e suas atualizações, tais como antivírus e firewall;
– Introduzir mecanismos para o bloqueio de ataques, alterar a configuração de programas, visando a eficiência e diminuição da vulnerabilidade;
– Focar na melhoria constante do sistema de segurança; controlar o nível de gravidade e os status.

Para resultados concretos, as estratégias de segurança da empresa devem incluir três fatores importantes do processo de gerenciamento de vulnerabilidades, sendo:

– Pessoas: Definir a equipe que vai cuidar da segurança do software é essencial. Esse grupo engloba a equipe de TI bem como o Suporte Técnico. Com a integração da equipe, já ocorre uma diminuição considerável nas vulnerabilidades da empresa.

– Tecnologia: As empresas precisam adotar uma ferramenta eficiente para a execução dos testes de segurança nos servidores e nas aplicações da organização. Assim a identificação de falhas e vulnerabilidades se torna mais fácil, o que torna o sistema muito mais seguro.

– Metodologia: É preciso definir os ambientes que serão testados, observar, analisar e tratar os resultados e acompanhar as melhorias. Com estes pontos definidos, a organização terá melhorias efetivas, resultados consistentes e maior segurança nas aplicações web e demais softwares internos.

Quais os fatores essenciais para uma gestão eficiente?

– Fatores profissionais: Definição da equipe que irá conduzir a segurança dos softwares e detecção/correção de falhas (suporte técnico e TI);

– Fatores tecnológicos: implementação de ferramentas para avaliar a segurança nas aplicações e servidores;

– Fatores metodológicos: definição dos ambientes que serão avaliados, análise de resultados e encaminhamento de resultados, bem como o monitoramento das melhorias.

E como eliminar os riscos? 

Vimos que é essencial criar uma política de gerenciamento de riscos de forma eficiente. 

Mas o que precisa ser feito para que funcione de modo efetivo? Primeiro, a equipe de TI deve mapear todos os problemas utilizando soluções automatizadas que farão o escaneamento das vulnerabilidades. Com isso será possível classificar e priorizar os problemas mais críticos e resolvê-los. Deve-se também definir que bens serão protegidos.

Todos esses componentes devem ser classificados de acordo com a criticidade, levando em conta também o tamanho da empresa, os custos, indicadores de riscos, aplicações web e oportunidades de testes.  Com isso definido, as ferramentas de varredura poderão ser executadas automaticamente em todos os sistemas, de modo frequente, permitindo que os responsáveis pelos ativos acompanhem todo o progresso dos esforços adotados, a detecção e a correção de novas ameaças com base nas informações levantadas.

A Beyond Trust oferece soluções de gerenciamento de vulnerabilidades e de contas privilegiadas que oferecem a visibilidade necessária às empresas para reduzir os problemas com segurança e TI. Essas soluções visam identificar e corrigir as vulnerabilidades e também reduzir os problemas relacionados ao abuso de privilégios de sistemas e dispositivos. O resultado? Os usuários são capazes de lidar com ameaças internas e externas, ao mesmo tempo em que permite segurança para cada dispositivo seja físico, virtual, móvel e na nuvem.

Conheça as soluções de gerenciamento de vulnerabilidades da Beyond Trust e veja qual atende as necessidades da sua empresa.

Retina CS

O Retina CS oferece avaliação e correção de vulnerabilidades existentes no ambiente de TI, com conformidade de configuração disponível, gerenciamento de patches e relatórios.

Retina Network Security Scanner

O Retina Network Security Scanner é a ferramenta de avaliação de vulnerabilidades mais sofisticada, respeitada e validada do mercado. Disponível como um aplicativo independente ou como parte de Retina CS, Retina Network Security Scanner identifica vulnerabilidades introduzidas por falta de atualização de patches, configurações incorretas e conflitos com as melhores práticas padrão da indústria.

BeyondSaaS Cloud-Based Scanning

Solução fácil e acessível de perímetro da rede para varredura de vulnerabilidades e avaliação de segurança de aplicativos web.

Retina Web Security Scanning

Oferece testes dinâmicos de segurança de aplicativos para identificar scripts entre sites (XSS), injeção SQL e outras vulnerabilidades em sites complexos e aplicativos da web. 

Powerbroker Endpoint Protection

Anti-vírus, anti-malware, firewall e IPS unificados, oferece proteção integrada de endpoints multicamadas em um único canal leve que substitui múltiplos agentes de segurança, protegendo contra ameaças persistentes avançadas (APTs), explorações conhecidas, zero-day (falhas que podem ser usadas em ataques) e todos os outros vetores de ataque.